BRASIL

08/01/2018 as 19:13

Salário suficiente para sustentar família é o menor desde 2015

O salário mínimo “necessário” foi de R$ 3.585,05 em dezembro de 2017, de acordo com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

Foto: (Bruno)<?php echo $paginatitulo ?>

Segundo a instituição, este é o valor suficiente para suprir as despesas de uma família de quatro pessoas “com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência”.

O cálculo é divulgado mensalmente desde 1994 e tem como base o valor da cesta básica mais cara, atualmente a de Porto Alegre (R$ 426,74), seguido por São Paulo (R$ 424,36) e Rio de Janeiro (418,71).

O custo de vida mais moderado é reflexo da inflação baixa. O IBGE só divulga na próxima quarta-feira (10) o resultado fechado do IPCA do ano passado, mas a estimativa do último Boletim Focus é que ela tenha sido de 2,79%.

Se confirmada, seria a inflação mais baixa desde 1998 e também a primeira vez que ela fica abaixo do piso da meta do governo desde que o regime de metas de inflação foi estabelecido em 1999.

O salário mínimo “suficiente” de dezembro caiu em relação a novembro (R$ 3.731,39) e é o mais baixo desde dezembro de 2015, quando ficou em R$ 3.518,51. Mas na época, realidade e ideal eram ainda mais distantes.

Em dezembro de 2015, o salário mínimo nominal era de 788 reais, ou 4,4 vezes menos do que o “necessário”. Em dezembro de 2017, o nominal era de 937 reais, ou 3,8 vezes menos que o “necessário”.

Reajuste do salário mínimo

Resta saber como será o comportamento da relação em 2018. Desde o último dia 1º está valendo o novo valor do salário mínimo: R$ 954, um aumento de R$ 17 em relação ao ano anterior.

Foi o menor reajuste do salário mínimo em 24 anos. A fórmula para os aumentos foi estabelecida por lei em 2012, ainda no governo da então presidente Dilma Rousseff, e deve valer até 2019.

 

 

Fonte: Exame.




Tópicos Recentes