ECONOMIA

06/01/2018 as 07:21

Meirelles se diz contra suspensão da 'regra de ouro' do gasto público

Regra limita a capacidade da União de inchar dívidas e despesas públicas

Foto: (Ueslei Marcelino / Reuters)<?php echo $paginatitulo ?>

O ministro Henrique Meirelles (Fazenda) disse nesta sexta-feira (5) ser contra "a suspensão pura e simples" da chamada "regra de ouro" - que limita a capacidade da União de inchar dívidas e despesas públicas emitindo dívida em volume superior a investimentos.

A fala do ministro e possível pré-candidato à Presidência colide com uma PEC (proposta de emenda à constituição) para suspender temporariamente essas rédeas nos gastos públicos, urdida nas estranhas do próprio governo para o qual ele capitaneia a equipe econômica.

De autoria do deputado Pedro Paulo (MDB-RJ), a PEC é vista como manobra para evitar que Michel Temer e o presidente eleito em 2018 sejam acusados de crime de responsabilidade. Meirelles disse que não gosta nem aprova a sugestão parlamentar de paralisar por alguns anos a norma constitucional.

"Acho é que precisamos criar mecanismos autorreguláveis: se houver quebra da regra de ouro, que isso seja imediatamente ajustado cortando despesas, subsídios, congelando gastos, de forma que a regra seja seguida". Com informações da Folhapress. 




Tópicos Recentes