ESPORTE

07/01/2018 as 02:24

Inter buscou R$ 12 milhões com investidor para manter contas em dia

Sonda emprestou o dinheiro por meio de um contrato que prevê quitação em até 12 meses. A operação não envolveu percentual de jogadores, como em outros acordos entre clube e o investidor, por conta da regra da Fifa em vigor desde 2015.

<?php echo $paginatitulo ?>

Internacional contou com a ajuda de Delcir Sonda, dono do grupo DIS e torcedor colorado, para sanar algumas dívidas antes da virada do ano. O empresário emprestou cerca de R$ 12 milhões e os recursos ficaram disponíveis ao time antes do Natal. Com o dinheiro, o clube gaúcho conseguiu quitar dívidas e manter a folha salarial do grupo de jogadores em dia. A informação foi dada pelo jornal Correio do Povo e confirmada ao UOL Esporte.

 

Sonda emprestou o dinheiro por meio de um contrato que prevê quitação em até 12 meses. A operação não envolveu percentual de jogadores, como em outros acordos entre clube e o investidor, por conta da regra da Fifa em vigor desde 2015.

O dinheiro recebido ajudou no fluxo de caixa do Internacional. Com a quantia, o clube pôde quitar dívidas com terceirizados e completou o valor necessário para pagar os atletas ao fim da temporada passada. A folha salarial do elenco, no ano passado, girava em torno de R$ 8,5 milhões.

A volta de Delcir Sonda ao dia a dia do Inter não chega a ser novidade. Ainda em 2017, logo após garantir acesso à Série A, o clube e o próprio empresário admitiram conversas. À época o retorno era atribuído à operação para reforçar o elenco de olho na nova temporada.

Os compromissos em aberto no último mês do ano passado, contudo, não deixaram muita sobra para contratações. Tanto que as ações do departamento de futebol no mercado da bola, até agora, giraram todas em cima de gastos mínimos.

Na retomada dos trabalhos, o Internacional foi enfático ao descartar investimentos pesados justamente pela situação financeira do clube e pelo perfil de atletas desejado. (Folhapress)




Tópicos Recentes