ESTILOS E TENDENCIAS

06/12/2017 as 01:17

10 mitos e verdades sobre cuidados e tratamentos estéticos no verão

Sempre que chega o verão surge àquela dúvida: afinal, o que pode e o que não deve ser feito na estação mais quente do ano?

<?php echo $paginatitulo ?>

Sempre que chega o verão surge àquela dúvida: afinal, o que pode e o que não deve ser feito na estação mais quente do ano? Pensando nisso, o Sou Verão - projeto do Correio com apoio institucional da Prefeitura Municipal de Salvador e apoio do Sabin e Vitalmed, convidou Luciana Luz – fisioterapeuta, especialista Drainage Lymphatic pela Ecole de Drainage (Bruxelas), especialista em Fisioterapia Dermato-Funcional pela Universidade Gama Filho e Diplomatura Internacional em Fisioterapia Demato-Funcional (Santiago), para uma conversa franca sobre mitos e verdades quando o assunto é estética e verão. Confere aí

 

1 - Peeling, fototerapia e carboxiterapia são proibidos para quem pretende se expor ao sol.

Verdade. Esses procedimentos fragilizam e sensibilizam a pele. Qualquer dano ao tecido é interpretado como uma pequena inflamação, logo, organelas intracutâneas, enzimas e substâncias protetoras são recrutadas para impedir que esta inflamação evolua ou aprofunde-se no tecido. Uma destas substâncias é a melanina, pigmento marrom enegrecido que tem por principal função proteger a pele contra agressões aos núcleos celulares; evitando assim a destruição das mesmas e possíveis mutações (como processos cancerígenos).

 

2 – Usar cremes hidratantes após exposição ao sol evita o envelhecimento da pele.

Verdade. A hidratação cutânea é fundamental para manter a saúde e integridade de estruturas presentes desde as camadas mais superficiais às mais profundas da pele. As fibras colágenas e elásticas, responsáveis pela firmeza e elasticidade da pele, são dependentes de água. Quanto mais hidratadas estão, mais elásticas e resistentes se tornam. A exposição solar provocar perda de água transepidérmica, ou seja, evaporação da água de nossa pele para o meio ambiente. Logo, hidratar-se além de prevenir o envelhecimento também confere qualidade as fibras do nosso tegumento e rejuvenesce a pele.

 

3 – Estrias vermelhas são mais fáceis de tratar.

Mito. As estrias quando avermelhadas ou rubras sinalizam um processo inflamatório ainda em desenvolvimento. A cor vermelha demonstra que estruturas dentro da pele foram rompidas, como vasos sanguíneos por exemplo. Nenhum tratamento mais eficaz pode ser realizado sobre áreas inflamatórias, tornando o tratamento desta fase das estrias mais difícil.

 

4 – Cerveja, urucum e água oxigenada são opções baratas e seguras para bronzeamento e descoloração dos pelos.

Mito. Bebida alcoólica, substâncias oxidantes e cáusticas nunca podem ser utilizadas sobre a pele, tão pouco a exposição destas aos raios solares. Além de não ter indicação para tais finalidades, estas substâncias podem causar irritabilidade e provocar queimaduras no tecido.

 

5 – Depilação com roll-on ou cera quente causa varizes.

Verdade. O trauma mecânico, as altas temperaturas e o tracionamento inadequado da pele podem provocar danos irreversíveis aos vasos sanguíneos. A ruptura de pequenos vasos causando equimoses, defeitos na mecânica dos mesmos (microvarizes) e até a formação de vasos colaterais para reparo do trauma, são algumas das consequências destes procedimentos.

 

6 – Alimentos ricos em licopeno favorecem o bronzeamento da pele

Verdade. Alimentos que possuem licopeno proporcionam efeito antioxidante no tecido, agem contra os radicais livres na pele, previnem o envelhecimento e ainda promovem uma fotoproteção endógena; filtrando bastante os raios UVB, evitando desconforto pós sol e conferindo um lindo bronzeado.

 

7 – Carvão vegetal é uma boa opção para clareamento de axilas e virilhas.

Mito. O carvão vegetal é conhecido por sua propriedade desintoxicante, absorvente e depurativa, mas não há comprovadamente qualquer efeito sobre as pigmentações causadas pelo excesso de melanina na pele.

 

8 – Tratamentos para celulite não são efetivos no verão

Mito. Inúmeros tratamentos como radiofrequência, ondas de choque, carboxiterapia e lipocavitação tem eficácia comprovada no tratamento da celulite. O calor pode sim provocar a piora dos inchaços corpóreos. Estes causam a aparência de aspecto celulítico, o famoso efeito “casca de laranja”. Pessoas que incham com facilidade possuem maior dificuldade de sanar este aspecto no verão.

 

9 – Proteger a pele do sol no dia a dia pode retardar o surgimento de rugas.

Verdade. A fotoproteção retarda o fotoenvelhecimento, ou seja a degradação das estruturas profundas através das radiações solares UVA, UVB e UVC. Logo usar um bom protetor solar, acrescido de ativos hidratantes, antioxidantes e com FPS indicado para cada cor de pele é indispensável.

 

10 – Peeling na pele negra pode causar manchas.

Mito. A pele negra não possui esta cor por produzir muito mais melanina que as demais, mas sim devido a grande agilidade com que distribui este pigmento às inúmeras células do tecido. Ao realizar peelings em pele negras faz-se necessário educar esta “agilidade” dos melanócitos em espalhar pigmento. Se controlada esta particularidade é possível promover uma excelente renovação cutânea sem nenhum outro dano.




Tópicos Recentes