MEIO AMBIENTE

13/01/2018 as 12:23

Aumento da temperatura dos oceanos está causando boom de tartarugas fêmeas

Pesquisa feita com um grupo de 200 mil tartarugas, no norte da Austrália, revelou que isso representa uma ameaça para a população do réptil em extinção.

Foto: (Foto skeeze/Creative Commons)<?php echo $paginatitulo ?>

Um estudo feito pela Administração Nacional Oceânica e Atmosférica da Universidade Estadual da Califórnia, em parceria com o Fundo Mundial para a Natureza da Austrália, releva que o aquecimento dos oceanos levou 99% dos novos filhotes da espécie a serem fêmeas. A temperatura do mar aumenta o calor da areia da praia, onde estão os ninhos da espécie.

A pesquisa, feita com um grupo de 200 mil tartarugas no norte da Grande Barreira de Corais, na Austrália, concluiu que isso representa uma ameaça para a população do réptil, já em extinção. Isso porque a tendência de que a maioria dos filhotes sejam do sexo feminino deve se manter nas próximas gerações da espécie. Com poucos filhotes machos, a reprodução dos animais fica em risco.

Especialistas agora se dedicam a tentar descobrir uma maneira de deixar essas áreas de ninhos de tartarugas-verde mais frias. Eles estão considerando fazer uma chuva artificial para diminuir a temperatura da areia e tentar aumentar o número de machos.

Eles também estão fazendo uma série de estudos para saber se é viável instalar barracas nas praias onde há desova de tartarugas para que a sombra evite o aquecimento da areia durante a incubação.

De acordo com os biólogos responsáveis pela pesquisa, a temperatura de 29,3º C é a ideal para que os ovos eclodidos sejam de fêmeas. Por outro lado, alguns graus abaixo de 29,3º C fazem com que todas as tartarugas marinhas sejam masculinas.




Tópicos Recentes