MUNDO

22/12/2017 as 16:55

Presidente chilena anuncia plano de busca de desaparecidos na ditadura

Presidente não se pronunciou sobre o fechamento da prisão de Punta Peuco, onde estão a maioria dos prisioneiros condenados por violações de direitos humanos.

AFP ARQUIVOS<?php echo $paginatitulo ?>

 

A presidente chilena, Michelle Bachelet, anunciou nesta sexta-feira (22) a criação de um plano nacional para esclarecer o destino final dos desaparecidos durante a ditadura de Augusto Pinochet e uma comissão para esclarecer as violações dos direitos humanos cometidas sob esse regime.

Ao apresentar o primeiro Plano Nacional de Direitos Humanos 2018-2021 – três meses antes de deixar o cargo – Bachelet anunciou 500 medidas para promover o respeito, a proteção e a promoção desses direitos.

Entre elas, um Plano Nacional de Busca e Destino Final de Detidos Desaparecidos e um Registro Nacional de Vítimas de violações maciças durante a ditadura de Pinochet, que deixou mais de 3.200 mortos e desaparecidos, e outros 38.000 torturados

Bachelet também anunciou a criação de uma Comissão de Qualificação Permanente para esclarecer todas as violações dos direitos humanos cometidas durante a ditadura e pediu ao ministério da Defesa que “estude alternativas para anular os benefícios aos membros das Forças Armadas condenados por crimes contra a humanidade”.




Tópicos Recentes