MUNDO

17/01/2018 as 15:38

Atriz pornô confirma relação sexual com Trump

Ela teria recebido 130 mil dólares para não tornar pública a suposta relação

Foto; (Reprodução/MySpace).<?php echo $paginatitulo ?>

A estrela pornô Stephanie Clifford, que teria recebido US$ 130 mil de um advogado de Donald Trump para se manter em silêncio, confirmou que teve uma relação de quase um ano com o magnata.

A história do relacionamento entre os dois foi contada pela atriz, mais conhecida pelo nome artístico de "Stormy Daniels", a um jornalista da revista online Slate, entre agosto e outubro de 2016. De acordo com seu relato, o primeiro encontro com Trump ocorrera 10 anos antes, quando ele já era casado com Melania.

"Daniels me contou que ela havia ido ao quarto de Trump em um hotel após tê-lo encontrado em um torneio de golfe para celebridades em Nevada, em 2006. Eles começaram uma relação sexual que continuou por cerca de um ano", escreve o repórter Jacob Weisberg.

A estrela pornô contou que teve encontros com o magnata em Nova York e Los Angeles. No começo de 2007, foi convidada para promover uma festa organizada pelas empresas do republicano.

"Ela não relatou nenhum tipo de abuso, insistiu que não era vítima. O pior que Trump havia feito, ela disse, foi quebrar promessas que ela nunca acreditou que ele cumpriria", acrescenta Weisberg.

Além disso, ele diz que a atriz lhe contara que seus "intermediários" e os de Trump haviam fechado um acordo para o então candidato lhe pagar uma soma de "seis dígitos" para mantê-la em silêncio. A equipe de Trump foi representada pelo advogado Michael Cohen.

O temor de Clifford era que o republicano a enrolasse até as eleições e depois se recusasse a assinar o acordo ou a pagar a quantia devida. Por isso ela procurou o jornalista da Slate , a quem ela chegou a pedir dinheiro para divulgar sua história.

O relato é consistente com uma denúncia publicada na semana passada pelo diário The Wall Street Journal , que diz que um advogado de Trump pagou US$ 130 mil para Clifford não divulgar a suposta relação entre eles. O acordo teria sido fechado em outubro de 2016, pouco antes das eleições que levariam o magnata à Casa Branca. 

 

 

 

 

 

Fonte: Terra.

 




Tópicos Recentes