MUNDO

18/01/2018 as 15:21

Itália vive onda de ataques cometidos por gangues de crianças

Nápoles é a cidade onde os grupos juvenis cometem os ataques

Foto: (○REUTERS/Stefano Rellandini)<?php echo $paginatitulo ?>

A cidade de Nápoles, na Itália, apertou o cerco contra as gangues formadas por crianças e adolescentes após diversos episódios de violência contra jovens e moradores de rua serem registados nas últimas semanas.

Batizadas de "baby gangs", os grupos chamaram a atenção dos moradores locais por conta das agressões contra um adolescente de 15 anos que foi alvo de socos e pontapés de dois outros jovens.

Outro episódio que chamou muita atenção foi o esfaqueamento de um rapaz de 17 anos, chamado Arturo, em dezembro do ano passado. Ele voltou às aulas nesta terça-feira (16), após ficar semanas internado em um hospital. Além disso, foram registradas dezenas de agressões contra moradores de rua que buscam abrigo à noite na Galleria Umberto I, no centro de Nápoles.

Para tentar enfrentar a situação, a polícia local começou a fazer uma vigilância e uma investigação maior contra as "baby gangs" e anunciou a prisão de sete pessoas nesta terça-feira.

Destes, quatro são menores de idade. Todos são acusados de planejar e realizar 17 ações violentas em apenas dois meses. O grupo sempre agia próximos aos bares e à estação ferroviária da cidade, usando armas falsas para roubar dinheiro, carteira e celulares das vítimas.

Já o governo italiano anunciou o reforço de mais de 100 homens nas zonas napolitanas mais afetadas pelas gangues. Segundo o ministro do Interior, Marco Minniti, esses grupos tem características de ações "terroristas" e extremamente organizada. 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Notícias ao Minuto.




Tópicos Recentes