MUNDO

23/01/2018 as 15:41

Diácono é acusado de assassinatos em série

O religioso Ivo Poppe é acusado de injetar ar nas veias dos doentes, incluindo de familiares,

Foto: (© DR).<?php echo $paginatitulo ?>

Um diácono católico está sendo acusado de matar pelo menos dez pessoas, incluindo a própria mãe, na Bélgica. Ivo Poppe, de 61 anos, é um ex-enfermeiro suspeito de ter injetado ar no sangue dos doentes, causando uma embolia fatal.

Segundo a BBC, os alegados crimes ocorreram numa clínica em Menen, onde o homem trabalhava como enfermeiro. A mídia belga fala em Poppe como o “diácono da morte”.

O diácono confessou parte dos crimes durante a investigação. Foi detido em 2014 depois de ter dito ao seu psiquiatra que tinha “eutanasiado” dezenas de pessoas. Ao que tudo indica, o “diácono da morte” injetava ar nas veias dos doentes como forma de lhes terminar com o sofrimento.

Entre as pessoas que acabaram por morrer estão vários familiares de Poppe, nomeadamente dois tios, o sogro e a mãe.

O julgamento deverá levar alguns dias, uma vez que serão ouvidas dezenas de testemunhas. Se for condenado, Poppe se tornará o maior serial killer da história da Bélgica.

 

 

 

 

 

Fonte: Notícias ao Minuto.




Tópicos Recentes