Sexta, 20 de outubro de 2017
12/08/2017 às 21:37:36
Cãibras na coxa derrubaram Bolt

Quando deixou a pista, Usain Bolt foi direto ao departamento médico do Estádio Olímpico. Pensava-se que uma lesão teria derrubado o jamaicano, mas foram cãibras as responsáveis por impedí-lo de correr até a linha de chegada em busca de uma medalha no revezamento 4x100m em sua corrida de despedida. Para o rival Justin Gatlin, o frio e o atraso no início da prova foram os responsáveis pelo incômodo sentido pelo Raio.

Médico responsável pela equipe da Jamaica, o doutor Kevin Jones relatou, através de um comunicado de imprensa, que o ânimo de Bolt ficou mais abalado do que o físico. Quando o jamaicano se levantou para deixar a pista, a organização do evento ofereceu uma cadeira de rodas, mas Bolt preferiu sair das pistas andando, mesmo que mancando.

- Foi cãibra na parte de trás da coxa esquerda, mas muito da dor foi da decepção de perder a corrida. As últimas três semanas foram difíceis para ele, você sabe. Esperamos o melhor para ele - declarou.

Após a prova, Usain Bolt foi direto para o departamento médico e não concedeu as habituais entrevistas. A expectativa é de que o atleta volte para o Estádio Olímpico de Londres neste domingo para receber uma homenagem. Ele foi medalha de bronze nos 100m rasos, no último domingo. Em Mundiais, foi ao pódio em 14 oportunidades, tendo subido no lugar mais alto 11 vezes. Foi na edição de Berlim, na estreia na prova mais nobre do atletismo neste evento, que selou o ainda vigente recorde mundial da distância, 9s58.