POLÍTICA

20/12/2017 as 11:46

Valadares Filho é cada vez mais uma boa alternativa para a oposição!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

 

Político sem máculas, com três mandatos de deputado federal em Brasília (DF) e por duas vezes consecutivas candidato a prefeito de Aracaju, Valadares Filho (PSB) é a “carta na manga” da oposição para a eleição de 2018. Aparece bem posicionado para a reeleição no Congresso Nacional, é desejado pelo senador Eduardo Amorim (PSDB) para ser o candidato a vice-governador e aparece bem em todas as pesquisas para comandar o Poder Executivo. Apesar de não sido experimentado em gestões ainda, do ponto de vista administrativo, já não se pode negar que ele tem “experiência” com a coisa pública.

 

Valadares Filho transita muito bem no mundo político sergipano, não faz política com ódio e, apesar de já ter perdido o rótulo de “novo” na política, pode surpreender em 2018 como a “novidade” do processo eleitoral. Seu pai, o senador Antônio Carlos Valadares (PSB), licenciado para tratamento de saúde, tem um perfil completamente diferente. É mais arrojado, mais aguerrido, incomoda o governo de Jackson Barreto (PMDB) como ninguém. É “bom de briga”, tem larga experiência, já foi “tudo” na política de Sergipe e tem o respeito dos líderes partidários em Brasília e em Sergipe.

 

Há em setores do governo sim muito respeito pelo senador Valadares, mas há também em Sergipe quem não compactue com suas ideias e posições, quem faça campanha gratuita contra o senador. Alguns adversários sonham em derrota-lo. Alguns aliados ainda o veem com desconfiança. Já com Valadares Filho a sensação é outra, o sentimento é diferente. A aceitação é melhor, quebra-se um paradigma, um conceito já fixado. Há quem ainda critique, temendo a interferência do pai, mas não há como negar que seu projeto político aparece com mais leveza, com menos rejeição.

 

Por muito pouco Valadares Filho não foi prefeito de Aracaju em 2016. A vitória de Edvaldo Nogueira (PCdoB) é uma realidade para o PSB, apesar de existirem alguns questionamentos do ponto de vista eleitoral. Mas se para muitos o deputado federal acumularia prejuízos políticos com o resultado negativo, para este colunista o “perder” no ano passado só trouxe mais “musculatura” ao nome de Valadares Filho, a seu projeto político. E 2017 findou sendo um ano decisivo para que seu eleitorado, na Grande Aracaju, ganhasse consistência de vez. A leitura é que se ele não é o “novo”, pelo menos representa uma renovação no cenário para o Executivo.

 

O conceito de que o governador ou prefeito requer uma larga experiência administrativa está ficando para trás com modelos como o de ACM Neto em Salvador (BA) e Rui Palmeira em Maceió (AL). São políticos conhecidos, mas de uma geração mais atual. Talvez o sergipano seja ainda mais conservador no seu voto, mas as pesquisas provam que Valadares Filho é sim uma grande alternativa para a oposição. Resta saber se ele terá tempo e grupo político para construir uma candidatura majoritária. A insistência na forma de fazer política só aumenta o desinteresse da população com a eleição do próximo ano.

 

Veja essa!

Diferente do que muita gente pensa há um alinhamento entre os líderes da oposição, deputado André Moura (PSC), senador Eduardo Amorim e o senador Valadares. O que muita gente confunde é que cada um tem seu projeto pessoal e que o momento é de disputa por espaço para 2018.

 

E essa!

Valadares está cuidando da saúde para disputar a eleição do próximo ano. Para muitos hoje uma candidatura sua ao governo é algo improvável.  A aposta é que dispute a reeleição ou que até concorra para federal para “abrir caminho” para o filho.

 

Oposição

Eduardo seria o candidato natural ao governo, mas muita gente acha que não emplaca. A aposta é que ele disputa a reeleição no Senado. Sobre André Moura a incógnita: tem o prestígio do governo federal, mas se perder a eleição fica sem mandato. Ou disputa o governo ou irá para a reeleição.

 

Sem espaço

Continua valendo a análise deste colunista sobre o projeto político de Heleno Silva (PRB) ao lado de Jackson Barreto. A menos que ele decida disputar outro cargo, a chapa para o Senado está praticamente definida entre JB e Rogério. Há quem aposte, inclusive, que Heleno não consegue o registro de candidatura.

 

Pode romper

Existem rumores de que o governador Jackson Barreto não deverá romper politicamente com o presidente da República, Michel Temer. Muito menos seu pré-candidato Belivaldo Chagas. Neste cenário, é possível que o Partido dos Trabalhadores fique em uma situação desconfortável dentro do agrupamento.

 

PT e PSB?

Em caso de rompimento, a leitura seria clara: por uma questão de sobrevivência o PT em Sergipe certamente buscaria uma composição com o PSB do senador Valadares, também adversário do governo Temer em BSB, e poderia levar de “carona” o PRB e o PDT.

 

Tudo indefinido

Por essas e por outras que este colunista avalia que ainda é muito prematura definir alianças políticas para 2018, por agora. O cenário nacional segue completamente indefinido, no final de janeiro tem o julgamento de Lula que pode deixa-lo inelegível ou não, e tudo pode mudar nos cenários dos Estados.

 

Alô PMA!

Tem muita gente na bronca com a Prefeitura de Aracaju que está atrasando, com frequência, o repasse referente ao auxilio funeral. A informação levantada por esta coluna é que algumas pessoas estão na fila há mais de um ano para receber. Como se não bastasse a dor de perder um ente querido. É lamentável...

 

TRE/SE

Durante a última sessão de julgamentos de 2017, o Tribunal cassou o mandato, por maioria, do deputado Augusto Bezerra e declarou a inelegibilidade, por 8 anos, do mencionado parlamentar e da ré Clarice Jovelina de Jesus.

 

Ação

O processo tratou-se de uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral por abuso de poder promovida pelo Ministério Público Eleitoral em desfavor de Augusto Bezerra de Assis Filho, à época candidato ao cargo de Deputado Estadual (Coligação Digo Sim a Sergipe) e Clarice Jovelina de Jesus.

 

Denúncia

Segundo o MP, o deputado incidiu em abuso de poder político ao destacar o aporte de recursos públicos às instituições beneficiadas, obtendo para si parte da verba pública destinada à entidade Associação de Moradores e Amigos do Bairro Nova Veneza – Amanova -, almejando o favorecimento da sua campanha eleitoral.

 

Condenação

Asseverou o Ministério Público que o deputado Augusto Bezerra, repartiu os recursos recebidos da ALESE (verbas de subvenção) entre cinco entidades beneficentes, totalizando a doação de R$1.080.000,00. A condenação se deu por maioria de votos, restando vencido apenas o juiz José Dantas de Santana.

 

Augusto Bezerra I

O deputado estadual Augusto Bezerra (PHS) já acionou sua assessoria jurídica e vai recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) da decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe. Augusto não deixa de ser deputado e acredita que provará sua inocência no julgamento do TSE.

 

Augusto Bezerra II

“O direito é bom. Não houve crime eleitoral. Eu já tive as minhas contas da campanha de 2014 aprovadas, em Brasília, pelo TSE. Estou recorrendo dentro do mandato. Permaneço deputado trabalhando por Sergipe no mandato legitimado nas urnas. Não tem novidade alguma. É o mesmo processo movido pelo Ministério Público”, disse Augusto.  

 

Valmir Monteiro

O Poder Judiciário atendeu ao pedido do Ministério Público e condenou o ex-deputado estadual e atual prefeito do Município de Lagarto, José Valmir Monteiro, e o servidor José Joaquim Santana de Souza por improbidade administrativa.

 

Denúncia
Segundo o MP, José Joaquim foi indicado por Valmir Monteiro para ocupar cargo em comissão em seu gabinete na Assembleia Legislativa, entre 2002 e 2003, com a remuneração de R$ 500,00. Além desse cargo, José Joaquim ocupou, também por indicação de Valmir, o cargo de Diretor de Articulação no Governo do Estado, com a remuneração de R$ 1.600,00.

 

Condenação

Valmir Monteiro teve os direitos políticos suspensos por cinco anos e foi proibido de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de cinco anos. O segundo condenado José Joaquim Santana de Souza também teve os direitos políticos suspensos por três anos e foi proibido de contratar com o Poder Público pelo mesmo prazo. 

 

Laércio Oliveira I

Foi liberado 1,5 milhão em emendas parlamentares do deputado federal Laércio Oliveira para manutenção de postos de saúde para aos municípios de Barra dos Coqueiros, Boquim, Poço Redondo, Itabaianinha, Porto da Folha, Indiaroba, Itabi, Carira, Monte Alegre, Santo Amaro e Riachão.

 

Laércio Oliveira II

Com os recursos, além de manutenção dos postos de saúde, podem ser comprados equipamentos de uso médico, como tensiômetros, estetoscópios, manômetros, materiais para nebulização, centrífugas laboratoriais, para dar agilidade aos exames realizados nos postos de saúde, cadeira de dentista, cadeiras de rodas, macas e mesas para exames simples, complexos e ginecológicos, entre outros.

 

João Daniel

O deputado federal João Daniel (PT) repudiou a decisão do Tribunal de Justiça do Pará, que libertou nove dos 17 policiais denunciados pelo massacre contra trabalhadores rurais numa fazenda no município de Pau d’Arco, no Pará, ocorrido em maio último. O parlamentar, que acompanhou esse caso, lembrou que todas as instituições que apuraram esse crime – Secretaria de Segurança Pública, Ministérios Públicos Estadual e Federal, Comissão de Direitos Humanos da Câmara e da Assembleia Legislativa – constataram que houve um atentado contra trabalhadores e trabalhadora rural.

 

Prefeitura de Aracaju

O prefeito Edvaldo Nogueira assinou dois acordos de cooperação com as universidades corporativas da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil. Com esta parceria, os servidores da prefeitura de Aracaju terão acesso a cursos de capacitação, com foco em inovação, administração, contabilidade e boas práticas no serviço público.

 

Certificados

Na mesma solenidade, Edvaldo lançou o concurso de ideias e inovação, também voltado para o funcionalismo público municipal, e fez a entrega de certificados aos servidores que concluíram a capacitação para uso do sistema de convênios do governo federal, o Siconv.

 

Na conta

O prefeito Edvaldo Nogueira anunciou o pagamento integral da segunda parcela do 13º salário de todos os servidores da administração municipal nessa quarta-feira (20). Tantos os servidores da ativa e comissionados quanto os aposentados e pensionistas terão creditado nas suas contas a parcela final do abono natalino. Serão injetados R$ 20 milhões na economia aracajuana.

 

Edvaldo Nogueira

“Venho dar uma boa notícia aos aracajuanos: mediante um esforço muito grande, pagaremos a segunda parcela do 13º salário para os servidores da prefeitura de Aracaju. Até o turno da noite dessa quarta, todos os servidores, tanto ativos quanto inativos, terão creditado nas suas contas a parcela final do 13º salário. É uma alegria muito grande compartilhar esta notícia com vocês”, afirmou o prefeito.

 

Matos I

O empenho de Moritos Matos para alavancar o turismo no Estado vem desde janeiro quando ele assumiu a vaga de deputado estadual na Assembleia Legislativa de Sergipe. Matos solicitou um encontro com representantes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em Aracaju.

 

Matos II

O deputado conversou com o superintendente Edilio José Soares Lima e a chefe da Divisão Técnica do Iphan, Cynara Ramos. “Importante a nossa visita justamente para que o Instituto do Patrimônio possa enviar um representante para acompanhar as reuniões da comissão que trata sobre os problemas do turismo em nosso Estado. Afinal, algumas ações só podem acontecer com a autorização e com o conhecimento deles”, enfatiza.

 

Thiaguinho Batalha

O vereador Thiaguinho Batalha (PMB) realizará neste sábado (23), a partir das 15h, a edição natalina do projeto Ação Cidadã. O evento será realizado no Largo Dom Fernandes Santos, conhecido como rua da Caixa D'água, no conjunto Castelo Branco. Vários serviços serão disponibilizados, como exames de saúde, emissão da carteira de trabalho e corte de cabelo gratuito. Haverá também a distribuição de panetones.

 

Vinícius Porto I

A Câmara de Vereadores de Aracaju aprovou, por unanimidade, o Projeto de Lei, de autoria do vereador, Vinícius Porto (DEM) que proíbe a comercialização de carne previamente triturada. O PL obriga que os estabelecimentos possuam um moedor e que o processo de moagem somente seja feito na presença do consumidor, sendo vedada a cobrança de taxas ou acréscimo pelo serviço. 

 

Vinícius Porto II

O parlamentar alerta que a carne previamente moída pode conter uma mistura de várias categorias de carne, sobretudo, as mais baratas que são vendidas com rótulos de nobres, enganando o consumidor. “É preciso saber o que estamos comprando e o que estamos pagando. Do ponto de vista econômico, a legislação garante ao consumidor o direito de saber que está pagando pelo produto que, realmente, está levando para casa,” ressalta Vinícius.

 

SUAS

A Frente Estadual em Defesa do SUAS realiza mais uma reunião, nesta sexta-feira (22), às 17h na sede do CRESS Sergipe, localizada no bairro São José. Durante a reunião, serão feitos os repasses do Encontro Nacional de Resistência e Luta em Defesa do SUAS e da XI Conferência Nacional de Assistência Social, realizada em dezembro deste ano. A reunião também será marcada pela construção da Agenda de Atividades e Lutas das Frentes Nacional e Estadual em Defesa do SUAS e da Seguridade Social para 2018.

 

Desmonte
A frente é um grupo de entidades e movimentos que tem se organizado para lutar contra o desfinanciamento, o desmonte do SUAS a retirada de direitos sociais. O encontro é aberto às entidades que integram a Frente e a entidades, profissionais e usuários que desejam ingressar no movimento.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 




Tópicos Recentes