POLÍTICA

29/12/2017 as 14:39

“Líder” Georgeo é importante para oposição e fundamental para o servidor!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
Agência Alese<?php echo $paginatitulo ?>

O mundo político sergipano deu uma “esfriada” natural por conta das festas de final de ano, mas algumas notícias movimentaram o setor nesse dezembro de 2017 e, uma delas, foi o anúncio do deputado estadual Georgeo Passos (PTC) de que estaria entregando a liderança da bancada de oposição na Assembleia Legislativa para que outro membro assumisse a responsabilidade a partir de 2018. A oposição tem sim outros quadros e gente com capacidade para a função, mas este colunista, por justiça, entende que é preciso reconhecer o trabalho e o empenho de Georgeo ao longo do ano.

 

Muito bem assessorado, o jovem parlamentar vem se destacando na Casa nos últimos três anos, durante seu primeiro mandato como deputado estadual. Tem feito a diferença, com uma atuação intensa, onde raramente perdeu o equilíbrio, fiscalizando e cobrando os compromissos assumidos pelo governo de Jackson Barreto (PMDB). Ano atrás, a oposição na Alese por anos foi movimentada pelos deputados Augusto Bezerra (PHS) e Venâncio Fonseca (PP), que chegaram a travar vários embates contra uma bancada governista de 20 deputados. Hoje Georgeo preenche bem esta lacuna.

 

Por sua vez, Georgeo tem um perfil de atuação parlamentar diferente de seu pai, Antônio Passos (DEM), que por vários mandatos ocupou uma cadeira na Casa Legislativa. Mais jovem, mais determinado, o jovem deputado é um estudioso da administração pública, fiscaliza contratos e convênios, acompanha a tramitação e a aplicação dos recursos públicos, levanta bandeiras de diversas categorias de trabalhadores e tem personalidade para discordar até dos colegas de bancada.

 

Ao longo dos três últimos anos, Georgeo foi uma das “vozes” do funcionalismo público na Assembleia Legislativa, cobrando reajustes salariais, reposição de perdas com a inflação, criticando o governo quando necessário e apontando soluções possíveis. Em 2017 chegou ao “ápice” de seu mandato, promovendo audiências públicas, ouvindo os trabalhadores e movimentos sociais, “apertando” o governo do Estado e incomodando seus aliados.

 

Mas o deputado não está naquela cadeira para “agradar”, e sim para representar! E, com todo respeito aos demais, ele o faz muito bem. A decisão de continuar ou não na liderança da bancada de oposição tem também todo um contexto político e é algo de caráter exclusivamente pessoal. Mas há de se reconhecer que sua continuidade ajuda muito aqueles que fazem oposição ao Executivo e é fundamental para que os trabalhadores continuem tendo vez e voz ativa no parlamento estadual.

 

Veja essa!

A Ordem dos Advogados do Brasil, em Sergipe, irá ingressar com uma ação civil pública contra o artigo 22 da Lei Estadual nº 7.655/2013, que estabelecem a obrigatoriedade do pagamento conjunto do licenciamento e do IPVA, sob pena de apreensão do veículo automotor. 

 

E essa!

Em outras palavras, a ação pode suspender a apreensão de veículos por débitos no IPVA. A decisão foi tomada na última semana, após aprovação do Conselho Seccional da entidade e ocorreu depois de provocação do deputado estadual Georgeo Passos à OAB/SE. 

 

Georgeo Passos I

O deputado, inclusive, é autor de um Projeto de Lei que impede as repreensões dos veículos por este motivo. Georgeo explica que a prática de apreensão do veículo feita pelo Governo do Estado, por falta de pagamento do imposto é ilegal e que ele deve ser cobrado separado do licenciamento. 

 

Georgeo Passos II

“O cidadão não pode ter o seu carro apreendido porque o IPVA está atrasado. Além disso, ele tem o direito de pagar o imposto separado das taxas de licenciamento. Sabemos que infelizmente não é isso que acontece e que o Governo faz a apreensão de veículos que estão com o imposto atrasado em confronto com as recentes decisões da Justiça”, afirmou. 

 

Imposto alto

“O valor do imposto é alto e muitas vezes o cidadão deixa de pagar o licenciamento por causa da obrigatoriedade de pagar as duas cobranças juntas. Desta forma, o motorista acaba tendo o veículo apreendido em uma blitz. O certo é que com o pagamento do licenciamento, as pessoas já deveriam ter o direito de ter seu veículo regularizado”, completou o parlamentar. 

 

Capela I

O ex-prefeito de Capela, Ezequiel Leite (PR), lamenta os números da desastrosa gestão da prefeita Silvany Sukita (PODEMOS). Para o ex-gestor mais forte do que as suas cobranças e críticas são as análises dos próprios professores sobre o “caos” em que se transformou a Educação pública no município. Em apenas um ano a avaliação caiu quase que pela metade.

 

Capela II

Nessa quinta-feira (28), durante a 11ª edição da “Prova Final da Educação Pública”, atividade organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica da Rede Oficial do Estado de Sergipe (Sintese), a Prefeitura de Capela foi reprovada com nota 3,7, sendo que em 2016, último ano da gestão do ex-prefeito Ezequiel Leite, o município teve nota 6,1 em educação.

 

Educação em baixa

A Prova é uma avaliação anual, onde professores e professoras dão notas à política pública educacional de 74 gestores municipais e do governo do Estado. “Isso é o reflexo de uma administração que não tem compromisso com a coisa pública, com o povo, com quem mais precisa da Prefeitura. Educação é a base de tudo e em Capela, em apenas um ano, o índice caiu quase que pela metade”.

 

Ezequiel Leite I

Segundo Ezequiel Leite a explicação para a avaliação negativa está relacionada na falta de gestão. “Eu denuncio com insistência que a qualidade dos serviços públicos caíram em Capela. É muita mentira, muita propaganda e muita festa. Tentam enganar o povo com a política do pão e circo. A prefeita não aparece, seu marido é vítima de tudo e de todos e o povo de Capela segue desempregado e passando fome”.

 

Ezequiel Leite II

 

Ezequiel disse que após tanto esforço que fez a frente do município para elevar a nota da Educação, hoje vê com tristeza esse cenário de destruição. “Esta não é uma avaliação de Ezequiel Leite, mas do Sintese. Os professores estão provando que Silvany, a prefeita ostentação, está destruindo a Educação de Capela. Agora o Sintese e os professores que se preparem porque eles vão procurar a imprensa para culpar os trabalhadores, porque eles nunca são responsáveis por nada”.

 

Concurso

Foi publicado no Diário Oficial do Estado dessa sexta-feira (29), o edital de autorização governamental para realização do concurso público promovido pelo Governo do Estado para delegado, Guarda Prisional, Bombeiro e Polícia Militar.

 

Seplag

Segundo a superintendente executiva da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), Adriana Menezes, serão 10 vagas para delegado, 100 vagas para guarda prisional, 30 vagas para aspirante da Polícia Militar, 300 vagas para soldado da PM, 12 vagas para aspirante do Corpo de Bombeiros Militar (CBMSE) e 200 vagas para soldado do CBMSE.

 

Editais

Adriana Menezes revela que, até o final de janeiro, serão publicados no Diário Oficial os editais com os cronogramas e as regras para realização dos concursos, a ser realizados em 2018, conforme prometido pelo governador Jackson Barreto.

 

Promessa cumprida

De acordo com a superintendente executiva da Seplag, com a publicação do edital de autorização governamental, no Diário Oficial, o governador cumpre a promessa de lançar ainda neste ano o edital para realização dos concursos públicos para delegado, policial militar, bombeiro e agente prisional. E, consequentemente, contribuir para melhorar a segurança pública em Sergipe.

 

Emília Corrêa I

A vereadora Emília Corrêa (PEN) cobra solução para o Memorial da Bandeira, situado na Praça da Bandeira. Segundo ela, estudantes, turistas e a população em geral estão deixando de conhecer parte importante da história do país. Para Emília, o Memorial da Bandeira encontra-se abandonado e sem perspectiva de retorno das atividades.

 

Emília Corrêa II

“O Memorial da Bandeira representava o resgate e a manutenção da história do Brasil, principalmente para crianças e jovens. Trata-se de um espaço para exposições de curta e longa duração, a exemplo do Dia da Bandeira e do Dia da Proclamação da Independência do Brasil”, pontuou. De acordo com Emília, a situação do Memorial da Bandeira é de total abandono, e as pessoas ficam se perguntando de quem é a competência pela manutenção do espaço público.

 

Maria Mendonça

A deputada estadual Maria Mendonça (PP) manifestou pesar pela morte de dois homens na cidade de Itabaiana e do policial militar da reserva Adilson Bispo, assassinado na cidade de Areia Branca. Os crimes, segundo Maria, reforçam “a necessidade de incremento do policiamento no agreste sergipano que tem sofrido pela ação desenfreada de criminosos”.

 

Itabaiana

A parlamentar lamentou o elevado número de homicídios registrados na cidade serrana que já contabiliza 84 assassinatos em 2017. “São vidas perdidas para a criminalidade, sete delas só neste mês de dezembro”, relatou Maria Mendonça, apelando pela sensibilidade do governador Jackson Barreto para que viabilize “o reforço das rondas policiais para inibir as práticas delituosas que têm ocorrido com frequência em espaços públicos à luz do dia”.

 

Areia Branca

Na cidade vizinha, destacou Maria, o clima de insegurança é semelhante. “Um militar com 30 anos de serviços prestados à sociedade sergipana foi covardemente assassinado por marginais na porta de sua residência”, relatou a parlamentar, ao lembrar que a população de Areia Branca também está amedrontada com os constantes assaltos à mão armada, denunciados por ela diversas vezes ao longo do ano na Assembleia Legislativa. “Mas, o Governo permanece insensível ao clamor dos sergipanos por paz”, completou Mendonça. 

 

Centro de Cultura I

O presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, deputado estadual Luciano Bispo (PMDB), recebeu em seu gabinete, o presidente da Sociedade Filarmônica Nossa Senhora da Conceição, de Itabaiana, Valtênio Souza, e o arquiteto Zilton Cavalcanti, que apresentaram a maquete e uma planta arquitetônica para a construção de um Centro de Cultura, tornando a Filarmônica, a instituição mais antiga do Brasil, um patrimônio cultural do povo de Itabaiana.

 

Centro de Cultura II

Durante a visita o representante da Filarmônica e o arquiteto solicitaram o apoio do deputado Luciano Bispo que, de imediato, já se comprometeu em trabalhar junto ao governo do Estado e à bancada federal de Sergipe no sentido que emendas ao Orçamento Geral da União sejam apresentadas e os recursos para a obra sejam assegurados. O investimento será da ordem de R$ 20 milhões, aproximadamente. Um empresário do município já fez a doação de um terreno para a construção do Centro de Cultura.

 

Pleito antigo

O arquiteto explicou que já vem prestando serviços à Filarmônica há alguns anos na reforma da atual sede da entidade. “Há alguns anos a gente já pleiteava este sonho e, quando nós recebemos a doação deste terreno, começamos a trabalhar, fizemos alguns estudos de ocupação, com a maquete e desenhos, para inserirmos a Filarmônica neste projeto. A ideia é transformar a entidade em uma praça e doar este espaço ao município, que será um patrimônio cultural do povo de Itabaiana, para que o povo possa vivenciar o que é a Filarmônica”.

 

Estrutura

O Centro de Cultura que está sendo projetado para Itabaiana terá um Teatro para cerca de mil pessoas, salas de aula para ensaios, uma biblioteca, audioteca e videoteca para aulas de cultura, restaurante com vista para a serra de Itabaiana e lanchonetes, livraria e espaço para exposições, além de um espaço para inserir a Academia Itabaianense de Letras, além de uma escola de ballet voltada para crianças.

 

Zilton Cavalcanti

O arquiteto Zilton Cavalcanti destacou o compromisso e o empenho do presidente Luciano Bispo. “Nós apresentamos a maquete e o desenho e logo ele se comprometeu em nos ajudar. Ele vai tentar buscar o apoio da classe política para viabilizar os recursos. Em janeiro nós já pretendemos trazer o projeto com algumas pequenas alterações. Esta é uma obra grande, significativa para Itabaiana e a ideia é que várias pessoas possam se somar e ficarem envolvidas com este projeto”.

 

Valtenes Souza

O presidente da Sociedade Filarmônica destacou que a obra é um sonho antigo e que agora foi abraçado pelo presidente Luciano Bispo. “Os primeiros passos estão sendo dados, é um sonho que começa a sair do papel e que nos emociona porque Itabaiana merece, a sociedade também e a entidade mais antiga do País, com 272 anos de existência, tem todo o respaldo para uma obra desta magnitude”.

 

Luciano Bispo

Por sua vez, o presidente Luciano Bispo reforçou seu compromisso como filho de Itabaiana. “A Sociedade Filarmônica é uma entidade que ao longo de sua história tem contribuído com o desenvolvimento sociocultural do município e do Estado de Sergipe. Sou um apaixonado por Itabaiana e não vou medir esforços para que os recursos sejam viabilizados e a gente consiga transformar este sonho em realidade”.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com




Tópicos Recentes