POLÍTICA

05/01/2018 as 00:24

Chega a 20 o número de denúncias contra Cabral na Lava Jato

A Operação C'est Fini resultou em três denúncias. Na semana passada, o Ministério Público Federal no Rio (MPF/RJ) denunciou Cabral e outras quatro pessoas – Henrique Ribeiro, Lineu Martins, Luiz Carlos Bezerra e Wilson Carvalho – por crimes na Fundação Departamento de Estradas de Rodagem do Rio de Janeiro (Funderj).

<?php echo $paginatitulo ?>

força-tarefa da Lava Jato/RJ conclui o ano de 2017 com mais duas denúncias envolvendo o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, que já responde por 18 acusações na Justiça Federal (JF-RJ). Essas novas acusações são resultados da Operação C'est Fini, deflagrada no final do mês passado, e incluem os integrantes do episódio que ficou conhecido como a 'Farra dos Guardanapos'. Entre os denunciados estão o ex-chefe da Casa Civil Régis Fichtner e o empresário George Sadala.

 

A Operação C'est Fini resultou em três denúncias. Na semana passada, o Ministério Público Federal no Rio (MPF/RJ) denunciou Cabral e outras quatro pessoas – Henrique Ribeiro, Lineu Martins, Luiz Carlos Bezerra e Wilson Carvalho – por crimes na Fundação Departamento de Estradas de Rodagem do Rio de Janeiro (Funderj).

A ramificação da organização criminosa foi descoberta a partir dos desdobramentos das operações Calicute e Eficiência. As investigações realizadas tiveram como objetivo o desbaratamento da organização responsável pela prática dos crimes de corrupção e lavagem de capitais, envolvendo contratos para realização de obras públicas pelo Estado do Rio de Janeiro. Entre essas obras destacam-se a construção do Arco Metropolitano e a urbanização de grandes comunidades carentes na cidade do Rio de Janeiro, o chamado “PAC Favelas”.

Segundo a assessoria de imprensa do MPF/RJ, além de Cabral, Fichtner e Sadala, também foram alvos dessas duas denúncias Luiz Carlos Bezerra e Wilson Carlos, operadores financeiro e administrativo, respectivamente, da organização criminosa.




Tópicos Recentes