SAÚDE

17/01/2018 as 16:54

Saiba quais são os locais para a vacina contra a febre amarela

A procura pela vacina aumentou nesses últimos dias em Aracaju, confira locais e critérios para a vacinação.

<?php echo $paginatitulo ?>

A procura pela vacina contra a febre amarela tem aumentado nas Unidades de Saúde da Família (USFs) de Aracaju e de acordo com a coordenadora do Programa Municipal de Imunização, Ilziney Simões, o número de vacinas é suficiente para quem vai viajar nos próximos dias para as áreas de risco.

“Porém estabelecemos critérios para quem realmente precisa se proteger contra o vírus. Por isso, se o usuário não for para uma zona de risco, o acesso à vacina não será liberado. Para comprovar, o usuário pode apresentar a passagem de ônibus ou avião, uma cópia da reserva de onde ficará hospedado, a inscrição de algum evento, ou até mesmo o comprovante de residência, caso a viagem seja para casa de parentes nessas áreas”, informou.

A febre amarela é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida por vetores. Geralmente, quem contrai este vírus não chega a apresentar sintomas ou os mesmos são muito fracos. As primeiras manifestações da doença são repentinas: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias. A forma mais grave da doença é rara e costuma aparecer após um breve período de bem-estar (até dois dias), quando podem ocorrer insuficiências hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados), manifestações hemorrágicas e cansaço intenso.

 

Segue a relação das unidades e seus respectivos dias de aplicação:

✔ Dona Sinhazinha, no bairro Grageru (às quartas e sextas-feiras);

✔ Edézio Vieira de Melo, no Siqueira Campos (às segundas e quintas);

✔ Joaldo Barbosa, no bairro América (às terças e quartas);

✔ Augusto César Leite, no Conjunto Santa Tereza (às segundas e quartas);

✔ Maria do Céu, no Centro (às terças e sextas);

✔ José Machado de Souza, no Santos Dumont (às segundas e terças);

✔ Lauro Dantas Hora, no Bugio (às quartas e sextas);

✔ Celso Daniel, no Conjunto Padre Pedro (às segundas e quintas).

 

Pessoas com 60 anos ou mais devem apresentar relatório médico que indique que não há contraindicações para receber a vacina. Esta orientação também é válida para gestantes, pessoas com doenças autoimunes, e pessoas que vivem com HIV. Alergicos a ovo também não poderão ser vacinados contra febre amarela.

 

Redação Alô News.




Tópicos Recentes